sábado, 2 de janeiro de 2010

THE HONEYMOON KILLERS: SING SING 1984-1994 (Sympathy For The Record Industry)

Mais um janeiro de Polimorfismo Perverso. O terceiro! Sei que isso aqui está devagar, mas acreditem, não é deleixo nem o desgaste da rotina. O amor ainda não acabou! Tentarei postar com mais regularidade daqui para frente. Coincidentemente (ou não) estou começando este ano da mesma maneira que o anterior, com uma coletânea de uma banda tão cultuada quando desconhecida do grande público: The Honeymoon Killers, grupo de origem do prolífico músico e produtor Jerry Tell.

Sing Sing é uma coleção de demos, gravações de ensaio, e outtakes acumulados ao longo de uma década por este grupo que levou suas idiossincrasias musicais até meados dos anos 90. Neste meio tempo, uma infinidade de músicos da cena nova-iorquina passou pela banda: Jon Spencer (Pussy Galore, Blues Explosion), Christina Martinez (Boss Hog), Judah Bauer (Blues Explosion), Russell Simins (também Blues Explosion), Marcellus Hall (Railroad Jerk) entre muitos outros.



Com o fim do grupo, Jerry envolveu-se numa série de bandas e projetos, tanto como músico quanto como produtor. Boss Hog, The Chrome Cranks, The Knoxville Girls e Little Porkchop são apenas algumas delas. Atualmente, o músico concentrada sua atenção no bluegrass da Jerry Teel & The Big City Stompers, ao lado de sua esposa Pauline Owens.