sábado, 2 de maio de 2009

HOWLIN' WOLF: "AIN'T GOIN' DOWN THAT DIRT ROAD"

Howlin' Wolf começou sua carreira musical no sul dos Estados Unidos, mas foi em Chicago que seu r&b de pegada vigorosa e seu estilo gutural encontraram ressonância, tornando-o um dos artista negros que mais influenciou o rock a partir da década de 60. The Rolling Stones, The Doors, Captain Beefheart, Cream, The Jimi Hendrix Experience e Led Zeppelin, são apenas alguns dos exemplos mais notórios dentre os artistas que já prestaram tributo ao músico, seja na forma de covers ou mesmo a partir da pura e simples apropriação de fórmulas.

Em 1951, quando pisou pela primeira fez no estúdio do produtor e descobridor de talentos Sam Phillips, em Memphis, Wolf já não era mais nenhum menino. Tinha lá seus 41 anos de idade quando gravou "Moanin At Midnight" e "How Many More Years". Foi um pouco mais tarde, já no cast da Chess (lendária gravadora de Chicago, fundada por dois poloneses vidrados em música negra norte-americana), que o bluesman produziu seus temas mais memoráveis: "Back Door Man", "Spoonful", "Killing Floor", "The Red Rooster", "I Ain't Superstitious" etc. A pegada crua e vigorosa e as interpretações lancinantes do velho Howlin' Wolf, são os elementos responsáveis pelo caráter atemporal da obra e pelo brilho e força das canções. Sublime é pouco!

"O mundo é somente o espelho de nós mesmos. Se alguma coisa vos faz vomitar, vomitem, senhores, porque não são mais que as vossas próprias caras doentes o que estão a ver".

Henry Miller