segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

THE JIM JONES REVUE: S/T (2008)

The Jim Jones Revue é a estréia do novo grupo do menino Jim Jones, frontman intenso e carismático que em priscas eras atuava na linha de frente do Thee Hypnotics. Ouvindo este disco, imediatamente percebemos que a linguagem aqui é outra. Se nos Hypnotics o que o movia era aquela adoração quase religiosa que o grupo tinha pelos Stooges e pelo MC5, neste novo projeto, Jones foi buscar inspiração bem mais longe, nas origens do gênero.

Confesso que se não soubesse que esta banda é de quem é, jamais teria reconhecido a voz do menino Jim Jones neste disco. Aqui, o vocal do moço está incrivelmente semelhante ao estilo gutural e depravado de rockers como Bunker Hill e Little Richards. O som também vai pelo mesmo caminho: um rock 'n' roll psicótico com demenciais marteladas de piano. Algo como uma locomotiva desgovernada movida à adrenalina. Alguns insistem em dizer que a Jim Jones Revue é uma mistura de blues e punk rock. Não acho isso não. O que se ouve aqui é o mais puro, autêntico e degenerado Boogie-Woogie (tá, podem chamar de rock 'n' roll também). E, cara, como é bom ouvir um negócio como este hoje em dia! Um álbum assim é o tipo de coisa que me faz continuar acreditando.