domingo, 27 de abril de 2008

THE GUN CLUB: FIRE OF LOVE (1981)

O Gun Club surgiu em meio a cena punk de Los Angeles, onde bandas como X, Germs e Black Flag despontavam como ícones máximos da violenta cena hardcore da cidade. O "Clube do Tiro" do menino Jeffrey Lee Pierce, no entanto, ia além da ortodoxia do hardcore, buscando inspiração para seu punk rock despojado no velho blues do Delta do Mississipi e no hillbilly de Hank Willians, adicionando a essa inusitada equação, letras inspiradíssimas que davam nova dimensão as angustias e emoções de personagens atormentados que vivem no limite.

O vocalista Jeffrey Lee Pierce fundou o grupo ao lado do guitarrista Kid Congo Powers em 1980. A princípio a banda foi batizada com o nome de The Creeping Ritual, mas por sugestão de Keith Morris (líder da festiva banda punk Circle Jerks) mudaram o nome para The Gun Club. Além de Pierce e Powers, a banda contava com o baixista Don Snowden (um crítico de música de Los Angeles) e o baterista Brad Dunning. Antes de gravarem este primeiro LP, a banda já sofria alterações em seu line up. Kid Congo Powers deixou o grupo para ir tocar com os Cramps e a seção rítmica também foi alterada, com a entrada dos meninos Rob Ritter (baixo) e Terry Graham (bateria) – ambos ex-The Bags. Para o lugar de Powers foi chamado o excelente Ward Dotson, que fez o diabo neste disco.

Com essa formação, o Gun Club entrou em estúdio no início do ano de 1981 para registrar este, que é o seu grande clássico. Temas memoráveis como a faixa de abertura "Sex Beat", "Promise Me", "Fire Spirit" e a sensacional releitura deles para "Preaching The Blues" de Robert Johnson, fazem desde álbum um dos melhores debutes de um grupo americano no início daquela década. Mas não é só isso! O disco ainda tinha "For The Love of Ivy", canção composta por Pierce em parceria com Kid Congo Powers, em homenagem à Poison Ivy - sim, ela mesma, a menina guitarrista do Cramps. "Ghost on the Highway", "Black Train" e "Jack On Fire", também merecem ser mencionadas. Discoteca básica e indispensável.

Link: The Gun Club - Fire of Love (1981)